Braga consolida a quarta posição e fica somente a um ponto do Sporting, que sofreu a terceira derrota no campeonato, estando a seis pontos do Benfica e com a possibilidade de ficar a oito do FC Porto.

Resumo do Jogo

Um golo de Raúl Silva deu um importante triunfo ao Sporting de Braga sobre o Sporting, por 1-0, que lhe permite ficar a apenas um ponto dos ‘leões’ e do terceiro lugar da I Liga de futebol.

O central goleador dos minhotos (sexto golo no campeonato, nove em todas as competições) carimbou a vitória aos 87 minutos, numa fase em que o Sporting jogava apenas com 10, devido à expulsão de Piccini (83).

O Sporting de Braga, que somou o sétimo triunfo seguido, ‘colou-se’ aos ‘leões’ (64 pontos contra 65) e vai lutar até ao final pelo terceiro lugar com uma equipa sportinguista ainda em mais duas competições (Taça de Portugal e Liga Europa) e que hoje, sobretudo na segunda parte, deixou uma imagem muito pálida.

Sporting entrou forte, mas Braga contrariou no segundo tempo

Abel Ferreira apresentou o ‘onze’ esperado, com Sequeira no lado esquerdo da defesa em vez de Jefferson, emprestado pelos ‘leões’, e o Sporting, que na próxima quinta-feira se desloca visita o Atlético de Madrid, na primeira mão dos quartos de final da Liga Europa, não pôde contar com William Carvalho, lesionado, tendo Jorge Jesus apostado em Bryan Ruiz.

Sporting entrou melhor, a pressionar mais, e criou uma boa oportunidade para marcar logo aos sete minutos: Gelson Martins fugiu pela direita e serviu Bas Dost, mas o cabeceamento do holandês saiu ligeiramente ao lado. Pouco depois (12), Acuña cruzou da esquerda e Bas Dost falhou por pouco o desvio.

O Sporting de Braga foi ‘crescendo’, e, aos 18 minutos, Wilson Eduardo quase aproveitou um equívoco entre Mathieu e Rui Patrício, naquela que foi a melhor oportunidade dos minhotos.

Pouco antes do intervalo, surgiu a situação mais polémica do encontro: centro de Ricardo Horta da esquerda e Mathieu, ao tentar cortar, introduziu a bola na própria baliza. Contudo, o golo foi anulado depois de o árbitro, Luís Godinho, após os protestos dos jogadores ‘leoninos’, ter visto as imagens no videoárbitro e concluído que houve uma falta sobre Gelson instantes antes.

A segunda parte foi mais ‘morna’, com as equipas muito ‘encaixadas’. Paulinho e André Horta ainda ‘assustaram’ Rui Patrício (51 e 68) e o Sporting respondeu com um ‘tiro’ de Bruno Fernandes de muito longe (72).

Jorge Jesus foi o primeiro a mexer na equipa, retirando um apagado Acuña e apostado em Rúben Ribeiro (62) e, pouco depois, foi Abel Ferreira a refrescar o ataque com a entrada de Dyego Sousa, para o lugar de Wilson Eduardo.

Rúben Ribeiro entrou ‘complicativo’, mas aos 77 minutos teve um bom lance, com um remate que Matheus defendeu com dificuldade, e, dois minutos depois, Bruno Fernandes concluiu mal, de cabeça, um rápido contra-ataque.

Piccini expulso e o Braga marca logo a seguir

Montero entrou aos 80 minutos, mas logo a seguir Piccini deixou o Sporting a jogar com menos uma unidade (segundo cartão amarelo e respetivo vermelho), superioridade que os bracarenses aproveitaram aos 87 minutos, com Raúl Silva a marcar o único golo da partida após assistência, também de cabeça, de Vukcevic, após um livre lateral.

Nota ainda para a última substituição do Sporting, aos 90+1: Jorge Jesus tirou Rúben Ribeiro, que tinha entrado aos 62 minutos, e colocou Wendel (90+1), troca que ‘cheirou’ a castigo ao médio.

Este resultado faz com que a equipa arsenalista se aproxime do Sporting, ficando a um ponto do terceiro lugar. Já a equipa de Jorge Jesus fica a seis do Benfica, que ontem recebeu e venceu o Vitoria de Guimarães por 2-0, e a cinco do FC Porto, que vai encerrar esta 28.ª jornada no Restelo, e com possibilidade de ficar a oito caso os Dragões vençam.