Apesar de reconhecer as qualidades de Pep Guardiola enquanto treinador, Mino Raiola não se conteve nas críticas à personalidade do técnico do Manchester City. E foi duro nos adjetivos.

«Pep Guardiola, o treinador, é fantástico. Como pessoa é um zero absoluto. É um cobarde, um cão», dispara o empresário em declarações ao Mirror.

 E prossegue: «É um padre clássico. “Faz o que te digo, não faças o que eu faço…” Se o Manchester City vencer a Liga dos Campeões esta época, vai validar o quão bom treinador ele é – mas vou odiar se isso acontecer.»

Em causa, a saída forçada de Zlatan Ibrahimovic, um dos mais celebres clientes da carteira de Raiola, do Barcelona em 2011.

«Guardiola disse a Zlatan para falar com ele sempre que tivesse algum problema. Depois passou a ignorá-lo e não apostava nele. Nem bom dia lhe dizia. Fez o mesmo a Maxwell que é um tipo fantástico. Disse a Zlatan para estacionar o Ferrari dele no lugar reservado ao treinador.»

Raiola revela ainda o que o impediu de partir para a violência física depois de Guardiola ter deixado Ibrahimovic de fora na final da Champions com o Manchester United, em 2011: «Fui-me a ele nos corredores de Wembley – foi Adriano Galliani, presidente do AC Milan, que me travou. Teve sorte.»

In: abola.pt