Sérgio Conceição, técnico do FC Porto, explicou as razões que conduziram à sua expulsão durante o intervalo do encontro entre os dragões e o Chaves, a contar para a 1.ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

«A minha expulsão está relacionda com aquilo que foi a primeira parte do jogo, onde houve entre 12 a 15 minutos de tempo útil de jogo. No túnel, esperei pelos meus jogadores, o árbitro entrou e eu disse-lhe, num tom mais exaltado, que o tempo útil de jogo era muito curto. Estava à frente de 15 pessoas, incluindo seguranças e GNR, que podem testemunhar o que se passou. Notei o árbitro com pouca confiança, personalidade e com receio. Pareceu-me até estar pouco seguro do que fazia em muitas ocasiões», terminou Conceição, na conferência de imprensa após o encontro.